Regeneração ecológica


Mostajeiro em acacial
Mostajeiro em acacial

 

SUCESSÃO NATURAL

 

A sucessão natural é a estratégia, a regeneração ecológica rumo á floresta climax, o objectivo final.


Podemos afirmar que os ecossistemas auto regulam-se, sendo isto visivel na sucessão de espécies. Num metro quadrado de solo existem muitas sementes de especies diferentes, que não germinam, simplesmente porque a condição do solo não o dita. Estas sementes e esporas foram disseminadas ao vento ou através da acção da fauna.

 

Uma determinada espécie de árvore condiciona o solo de alguma forma, deixando-o por ex. mais solto ou azotado, entregando de volta á terra os nutrientes através da sua própria biomassa. Agora, as características do solo mudaram, e isto favorece outra espécie de planta a nascer.

Nesta sucessão de espécies, muitas são as que desaparecem, após cumprirem o seu papel, e darem lugar a outras. Na óptica do ser humano, por vezes é difícil apercebermos-nos desta realidade, pois podem passar 50 anos e as mudanças em sistemas; que se encontram numa fase muito primária, são muito subtis.(ex. esteval, acacial)  

 

Por exemplo, observando atentamente os acaciais (Acacia Dealbata) constatamos que o comportamento desta obedece a padrões relativamente fáceis de "ler". A acácia aparece e expande-se; milhares de indivíduos de tronco fino dominam a paisagem. Entretanto, os compostos alelopáticos das raízes impedem outras espécies de se desenvolver. Os individuos competem pelos nutrientes e água, e pouco a pouco, reduz-se o número, porém os sobreviventes ganham dimensão. Entretanto, o crescimento das acácia muda e em vez crescer exclusivamente na vertical, começam a crescer para os lados (como os humanos a partir dos 30) e a imensa biomassa acumula~se no solo a uma velocidade com que poucas espécies vegetais podem competir. Pouco a pouco outras espécies de árvores e arbusto começam a aparecer e devido ao ensombramento das acácias, estas tendem a crescer discretamente. Pouco a pouco as acácias reduzem de número e passado tempo, ficam uns poucos individuos, com copa larga.

 

"ACELERAÇÃO" DA REGENERAÇÃO NATURAL 

 

Através de técnicas e estratégias experimentadas e desenvolvidas pela nossa equipa nos últimos anos, temos regenerado com sucesso em alguns dos cenários mais difíceis do nosso território.

 

 

Observando e utilizando da melhor forma os recursos disponíveis no local, podemos transformar paisagens de "invasivas" como esteva, silva, acácia, giesta, eucalipto, pinheiro bravo, em terrenos altamente produtivos.

 

Resíduos florestais podem ser utilizados como biomassa para retenção de água nos solos, elementos como algumas espécies de cogumelos podem ser introduzidos para servir de auxiliar na decomposição da biomassa, na criação de solo, mas também para consumo animal e humano.

 

É o melhor de dois mundos, os conhecimentos ancestrais aliados a tecnologias "apropriadas", ao serviço do restabelecimento de ecossistemas, mas vocacionado também para o aumento de qualidade de vida dos humanos, os seus protectores.

 

 

DESENHAMOS, FAZEMOS E MANTEMOS FLORESTA

 

Regeneramos acaciais, eucaliptais e pinhais, reflorestamos áreas desérticas, fazemos intervenções pós-fogo e desenhamos com vista à protecção contra incêndios.

 


Desenhamos sistemas para florestação onde se cria retorno financeiro, favorecendo  a construção de solos e a hidratação da paisagem, ao mesmo tempo que se criam postos de trabalho.

 

Criamos sistemas de inter-relação entre os elementos, de forma a criar abundância, numa óptica de desenvolvimento sustentável. 

 

Desenhamos florestas que envolvem as pessoas, porque são as pessoas que protegem as florestas.